Cirurgia para o Diabetes

Cirurgia para o Diabetes (ou Cirurgia Metabólica)

Cirurgia para diabetes já é uma realidade.

O diabetes tipo 2 é uma doença metabólica crônica (não tem cura) e progressiva que causa aumento do nível de glicose no sangue devido a deficiência de produção de insulina pelo pâncreas ou aumento da resistência a ela. O aumento da glicose no sangue sem controle por muitos anos leva a danos e insuficiência de vários órgãos. Causa cegueira, amputações, insuficiência renal e aumenta substancialmente o risco de infartos e derrames.

Os casos de diabetes não param de aumentar no mundo todo. Em 2015 foram contabilizados mais de 14 milhões de diabéticos no Brasil.

Mesmo com todo o avanço nos medicamentos para controle do diabetes nos últimos anos, menos de 30% dos pacientes atingem o objetivo do tratamento clínico que é ter uma hemoglobina glicosilada abaixo de 7%.

Nesse cenário surge a cirurgia metabólica como alternativa para auxiliar no controle ou até mesmo na remissão do diabetes.

Cirurgia Metabólica

Cirurgia sobre o trato gastrointestinal que resulta em melhor controle metabólico das doenças agravadas pelo excesso de peso.

Cirurgia metabólica é definida como qualquer cirurgia sobre o trato gastrointestinal que resulte em melhor controle metabólico das doenças agravadas pelo excesso de peso, como o diabetes.

Inicialmente pensava-se que a melhora da glicose no sangue após a cirurgia bariátrica era decorrente da perda de peso. Porém notou-se que essa melhora da glicose era bastante precoce, percebida já nos primeiros dias de pós-operatório, antes mesmo da perda de peso. Isso demonstrava claramente o envolvimento de outros mecanismos além da perda de peso no controle do diabetes.

Atualmente já se conhece parte destes mecanismos como alterações hormonais e na microbiota intestinal após a cirurgia.

As técnicas empregadas são as mesmas utilizadas para a cirurgia bariátrica, sendo que para cirurgia metabólica a preferência se dá pelo bypass gástrico (derivação gastrojejunal em Y-de-Roux). A gastrectomia vertical (Sleeve) pode ser utilizada em casos de contraindicação ou desvantagem do bypass gástrico. Ambas as técnicas são realizadas por videolaparoscopia.

Indicações

O Conselho Federal de Medicina (CFM) reconheceu, através da Resolução nº 2.172/2017 de dezembro de 2017, a cirurgia metabólica como opção terapêutica para pacientes portadores de diabetes mellitus tipo 2 (DM2) que tenham índice de massa corpórea (IMC) entre 30 kg/m2 e 34,9 kg/m2, desde que a enfermidade não tenha sido controlada com tratamento clínico:

Critérios:

  • Índice de massa corporal (IMC) entre 30 kg/m2 e 34,9 kg/m2;
  • Idade entre 30 e 70 anos;
  • Diagnóstico de diabetes tipo 2 a menos de 10 anos;
  • Comprovação de refratariedade ao tratamento clínico;
  • Não haver contraindicação.

Resultados

Os resultados são efetivos em até 80% dos pacientes após 3 anos da cirurgia.

A cirurgia metabólica para o diabetes deve ser realizada por cirurgião e equipe multidisciplinar experientes e em hospital adequado para cirurgias de alta complexidade.

Mais informações aqui.

Entre em contato conosco

Teremos prazer em lhe ajudar!


Calcule seu IMC

Insira seu peso em quilogramas e altura em centímetros para saber seu IMC, o Índice de Massa Corporal.

Faixas de IMC Categoria
Menor que 16 Magreza severa
De 16 a 18,5: Magreza moderada
De 18,5 a 25 Peso normal
De 25 a 30 Sobrepeso
De 30 a 35 Obesidade Grau I
De 35 a 40: Obesidade Grau II
Mais de 40 Obesidade Grau III